Política

Mourão afirma não temer a candidatura de Lula à presidência em 2022; “se o povo quiser a volta, paciência”

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) declarou nesta quarta-feira (10/3) que não teme uma possível candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições de 2022. Mourão até acredita que pode haver uma ruptura institucional caso o petista se candidate à Presidência e vença, mas lembra que quem decide é a população.

A declaração foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo. “É aquela história: o povo é soberano. Se o povo quiser a volta do Lula, paciência. Acho difícil, viu, acho difícil”, disse Mourão. Lula recuperou os direitos políticos após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, que anulou as condenações sofridas pelo petista na Lava Jato em Curitiba.

Questionado sobre a mudança de postura de Bolsonaro e seus ministros, que resolveram usar máscaras durante uma cerimônia no Planalto na quarta, após as críticas do ex-presidente Lula, Mourão afirmou não enxergar uma mudança de postura do governo e, para justificar sua avaliação, relembrou medidas do Executivo para o combate à pandemia, como repasse de recursos a Estados e municípios e o pagamento do auxílio emergencial.

“Não vejo que tenha tido uma mudança. O governo fez seu trabalho. O restante é muita conversa e não leva a nada”, disse. Sobre o uso de máscaras, Mourão se limitou a comentar que sempre usou a proteção: “Essa é minha visão, cada um tem a sua”.

Durante a entrevista, o vice-presidente fez criticas indiretas a Bolsonaro. Ele afirmou que enxergou uma campanha política em cima da pandemia tanto pelo presidente, quanto pelos governadores.

“O que vejo nessa questão da pandemia é que faltou realmente uma campanha intensiva por parte não só do governo federal, mas também pelos demais entes federativos, de conscientização da população. A população tinha de se conscientizar das limitações que essa doença provoca”, pontuou. “A pandemia foi usada politicamente tanto pelo nosso lado quanto pelas oposições. Isso foi até ruim. Esse uso político da pandemia é péssimo”, completou.

Mourão ainda afirmou que vai, sim, se vacinar contra a Covid, e que o presidente Bolsonaro também vai. “Eu vou para a fila normal. Não vai vir ninguém aqui me vacinar não. Eu vou na fila do drive-thru”, assegurou. “Ele [Bolsonaro] vai. A mãe dele já foi vacinada. Lógico que ele vai”.

Por: Aratu On

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo