destaqueTecnologia

Preço de medicamento na Bahia pode ser pesquisado por aplicativo do smartphone

O aplicativo Preço da Hora Bahia tem sido um importante aliado dos baianos na hora de pesquisar valores de medicamentos durante a pandemia. Com uma busca simples, o app mostra os menores preços praticados nas farmácias num raio de 1 a 30 quilômetros. Lançado em abril de 2020 pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Fazenda (Sefaz-Ba), o Preço da Hora conta, além de medicamentos, com uma lista de mais de 500 mil produtos comercializados na Bahia, com base nas informações extraídas das notas fiscais eletrônicas.

Com mais de 412 mil usuários em toda a Bahia, dos quais 205,8 mil de Salvador, o aplicativo pode ser baixado em dispositivos móveis na Apple Store e no Play Store, além de estar disponível no site precodahora.ba.gov.br. Para realizar a busca por remédios, basta clicar na opção “Medicamentos”, localizada na barra inferior da tela, e informar o nome ou princípio ativo, ou ainda o laboratório.

Quando a prescrição médica é pelo princípio ativo do medicamento, o consumidor pode pesquisar por esta informação e o app exibe as várias marcas comerciais de medicamentos que contêm a composição, conforme tabela da Anvisa. A pesquisa também pode ser feita por meio da leitura do código de barras impresso na embalagem, clicando-se na opção que fica na parte inferior da tela.

O usuário pode ver ainda o dia e a hora de realização da última venda do medicamento naquela farmácia, além do telefone e a rota para se chegar ao estabelecimento onde ele está à venda. Vale lembrar que a busca pode ser feita por qualquer produto à venda no comércio, e não limita-se somente a medicamentos.

A Sefaz-Ba lançou recentemente a versão 1.2 da ferramenta, com novas funcionalidades, a exemplo da possibilidade de denunciar contribuintes que se recusam a emitir a nota fiscal, entre outras irregularidades, e ainda a disponibilização do histórico de preços de combustíveis. O usuário pode também compartilhas os preços e os produtos pesquisados com os amigos nas redes sociais.

Atenção a preços em promoção

O diretor de Produção de Informações da Sefaz-Ba, Jadson Bitencourt, esclarece que os preços são obtidos das informações de notas fiscais na medida em que são emitidas, mas que o estabelecimento não é obrigado a garantir um preço que tenha sido praticado em uma promoção, venda para clientes fiéis, descontos por pagamento à vista, compra de mais de uma unidade, entre outras condições.

“O Preço da Hora exibe o preço praticado e o eventual desconto concedido, por esta razão, principalmente quando encontrar preços muito menores que os de costume, o consumidor deve ligar para a loja e confirmar se o desconto apresentado lhe é aplicável. Isto pode ser feito diretamente do aplicativo, que exibe o telefone informado pelo estabelecimento na nota fiscal”, informa.

Fonte: Ascom/ Sefaz

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo