Saúde

Governo federal pagou R$ 23 mil a influencers para divulgação de tratamento precoce

O governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) pagou R$ 23 mil a quatro influencers para que os mesmos divulgassem conteúdos sobre o “atendimento precoce” contra a Covid-19 em suas redes sociais.

De acordo com levantamento da Agência Pública, o montante é parte de um investimento de R$19,9 milhões do Ministério da Saúde e Secretaria de Comunicação (Secom) em uma campanha publicitária denominada ‘Cuidados Precoce COVID-19’.

Os influencers João Zoli (747 mil seguidores), Jéssika Taynara (309 mil seguidores), Pam Puertas (151 mil seguidores) e a ex-bbb Flávia Viana (2,5 milhões de seguidores) foram os escolhidos para a divulgação do conteúdo.

“Gente, uma dica responsável: Se vocês sentirem os sintomas do COVID, que são: dor de cabeça, febre, tosse, cansaço, perda de olfato ou paladar, é muito importante que você procure imediatamente um médico e solicite um atendimento precoce”, publicou Flávia no dia 14 de janeiro em seu Instagram. Até o momento a foto possui mais de 32 mil curtidas.

Ainda de acordo com a Pública, outros 15 famosos receberam cerca de R$86 mil para disseminar conteúdo semelhante. Os influencers citados foram procurados pela reportagem da Agência Pública mas não se manifestaram.

 

Por: A TARDE

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo