Saúde

Governo federal deixa mais de 50 mil pessoas sem medicamento para doenças autoimunes

Pacientes que precisam de tratamento para controlar doenças reumatológicas, dermatológicas e inflamatórias intestinais utilizando adalimumabe, na apresentação de 40 mg/0,4ml, enfrentam desabastecimento no SUS desde o segundo semestre do ano passado. No total, 57.957 enfrentam o problema no Brasil.

O remédio, com custo alto, é adquirido pelo governo federal e distribuído aos estados, que fazem a dispensação através das farmácias. Também há problemas com a versão pediátrica, de 20 mg, utilizada por cerca de 600 crianças no país.

Para suprir a demanda do primeiro trimestre de 2021 seriam necessárias 173.871 caixas, mas foram enviadas 87.795. O Ministério da Saúde afirma que está esperando a finalização do processo de compra via pregão eletrônico para dar continuidade ao abastecimento da rede —o edital para início do processo de pregão não havia sido publicado até esta segunda-feira (29).

Por: Metro 1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo