Policias

Bolsonaro sanciona lei que criminaliza perseguição por meios físicos e digitais

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira (31) uma lei que criminaliza a perseguição, conhecida como “stalking”. Ela foi publicada ontem (1º) no Diário Oficial da União (DOU) e já está em vigor.

A pena para quem for condenado pelo crime é de seis meses a dois anos de prisão. A nova lei no Código Penal ainda pode deter infratores por até três anos, em caso de agravantes, como crime contra mulheres. Há também a possibilidade de multa contra o autor do crime.

O projeto, de autoria da senadora Leila Barros (PSB-DF), foi aprovado no Senado no dia 9 de março, um dia após o Dia Internacional da Mulher, em decisão unânime. A perseguição, ou “stalking”, consiste em seguir alguém sistematicamente por qualquer meio, seja físico ou digital, ameaçando a integridade física ou psicológica da vítima ou invadindo sua liberdade ou privacidade.

Por: Metro 1

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo