Policias

Jairinho e mãe de Henry Borel criam perfil na web para “esclarecer verdade”

Para tentar mostrar as versões da história da morte do menino Henry Borel, de 4 anos, a professora Monique Medeiros e o seu namorado, o médico e vereador Jairo Souza, contrataram equipes especializadas para publicar, nas redes sociais, a resposta de ambos.

O perfil no Instagram tem o nome do menino e, na descrição, mostra que o objetivo é esclarecer a verdade sobre o caso do falecimento que ocorreu no dia 8 de março. Cerca de 18 fotos de Monique com o filho foram postadas, incluindo na praia, na cama e até na piscina, com mensagens dizendo que perdeu a pessoa mais importante da vida dela. “Você é o melhor filho que uma mãe poderia ter. Teve a melhor família que poderia ter. Você só conheceu o amor” e “São em tempos de incerteza que a nossa fé se fortalece”. Apesar de ter postado as fotos, as mesmas imagens foram apagadas às 15h30 de sexta (02).

Na terça (06), outras quatro postagens foram feitas. Vídeos com relatos de supostas testemunhas foram publicados e com rostos cobertos rebatendo acusações de agressões feitas pela ex-namorada de Jairinho em depoimento que foi prestado na 16ª DP do Rio de Janeiro. Em um dos relatos, eles afirmam que a moça teria se apaixonado pelo vereador e que perturbou a vida da ex-mulher de Jairinho, a dentista Ana Carolina Ferreira Neto. Mais de 500 comentários já foram feitos e, na maioria deles, críticas ao casal.

A moça, no entanto, comentou que foi agredida por ele e que após terminar o relacionamento, passou a ser perseguida pelo vereador. Sua filha também teria apanhado e a cabeça foi afundada em uma piscina pelo político. O caso segue sendo investigado em outro inquérito.

As redes sociais foram criadas para apresentar informações importantes sobre o caso, de acordo com o advogado que representa o casal, André França Barreto.

Por: Bocão News

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo