Entretenimento

Sem quarta chance: entenda por que Rodolffo foi eliminado do BBB 21

Amigo de poderosos nomes da música sertaneja e ex-esposo da vice-campeã do BBB 21, Rafa Kalimann, Rodolffo já estava premiado antes mesmo do Top 10 do BBB 21. Não entendeu? Apenas as reproduções da música “Batom de Cereja” já garantiram ao cantor da dupla com Israel a quantia equivalente ao prêmio. No entanto, não foi dessa vez que o sertanejo conseguiu faturar R$ 1,5 milhão também dentro da casa. Após se salvar de três paredões, o “bastião”, que disputava a permanência ao lado do fiel aliado, Caio, e de Gil, foi eliminado nesta terça-feira (6) com 50,48% dos votos.

O comportamento tímido do cantor o colocou no paredão já na primeira semana. Após escapar da eliminação, o brother divertiu os fãs por causa da amizade com Caio, foi líder uma vez e passou quatro das dez semanas imune. No entanto, só ter habilidades com provas não basta. Cada vez com menos aliados, o goiano fez o jogo ir por água abaixo após desfazer amizades e “vomitar” comentários racistas e homofóbicos. Entenda cada um dos fatores.

1. O BBB não deve ser jogado em dupla: isolado é “alvo fácil”

Do interior, amantes da fazenda e fãs de sertanejo: logo nas primeiras semanas, Rodolffo e Caio formaram a dupla de bastiões no BBB 21. As brincadeiras e companheirismo dos dois divertiram o público e renderam imunidades ao músico graças aos anjos conquistados pelo fazendeiro. No entanto, a dupla acabou se aproximando dos demais brothers, como Arthur e Sarah somente nas últimas semanas, o que fez com que a justificativa de “afinidade” de fato se tornasse real para que os dois se tornassem alvos de voto na casa.

2. Homofobia não passará: comentários desagradáveis sobre Gil e Fiuk

Em uma tentativa de entrosar com os demais participantes, Rodolffo acabou reproduzindo preconceitos nas brincadeiras, o que acabou pegando bem mal. Não lembra? Fiuk recebeu um “look” similar ao de um vestido para utilizar na festa Samsung. Enquanto o filho de Fábio Jr se arrumava, o cantor soltou para Sarah e Gil um comentário considerado homofóbico.

“Como que leva esse menino (Fiuk) de vestido para as boates em Goiânia?”, disparou na ocasião. A fala não somente desagradou o público, como também se tornou motivo para que o pernambucano, líder da semana, indicasse o bastião para o paredão.

3. O fim da amizade com Sarah e Gil: soberba e isolamento

A indicação de Gilberto causou espanto no cantor que, após descobrir que Sarah sabia que o amigo o indicaria, acusou a brasiliense de traição. A consultora de marketing digital rompeu laços com o artista e o economista chegou a afirmar que, sempre que tivesse a oportunidade, votaria nele.

Crente de que seria eliminado na berlinda disputada com Carla e Fiuk, o goiano se surpreendeu com a terceira “chance” dada ao público, o que fez com que ele acreditasse que é um dos favoritos da edição. A soberba dele, no entanto, causou risadas e até mesmo memes por parte do público principalmente após ele afirmar que Gil sairia com 90% dos votos e que Rafa Kalimann estaria organizando mutirões.

4. A gota d’água: comentário racista  ao vivo e sem pedir perdão

Após conquistarem o anjo, Gil e Fiuk deram o monstro para Caio e Rodolffo, que deveriam performar dois homens das cavernas. Ao receber o figurino, o sertanejo comparou a peruca com o cabelo de João Luiz, que o ajudava a vestir a fantasia e apontou racismo no comentário.

Bastante incomodado, o professor desabafou durante o jogo da discórdia e o cantor “cavou a própria cova” ao reafirmar, ao vivo, que de fato existiam semelhanças entre o traje e as madeixas do mineiro. Como se não bastasse, Camilla tentou explicar o motivo do músico estar errado após o fim do programa, mas ele se recusou a pedir desculpa e utilizou a falta de instrução como justificativa para os atos.

Por: iBahia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo