destaqueEconomia

Exportações do agro batem recorde em março

O mês de março trouxe resultados animadores para a economia nacional. E o desempenho do agronegócio é o responsável pela boa notícia. As exportações desse segmento bateram recorde para o mês de março, alcançando US$11.57 bilhões.

Até hoje, as exportações de março tinham chegado a US$10 bilhões em toda a série histórica, desde 1997. O valor é 28,6% superior aos US$ 9 bilhões registrados no mesmo período de 2020.

Um dos motivos que explicam o bom desempenho do agronegócio é a alta dos preços dos produtos exportados. O aumento chegou a 8,7% na comparação com março de 2020. A quantidade vendida ao exterior registrou aumento de 18,3%.

A soja foi o produto que mais se destacou com aumento nas exportações absolutas de US$1.66 bilhão. É possível associar esse fato às condições climáticas da safra 2020 – 2021. O excesso de chuvas acabou gerando atrasos na colheita do primeiro bimestre de 2021 e concentrou os embarques da soja em grãos para março.

Com esse resultado promissor, os agricultores tendem a reinvestir parte dos lucros para aproveitar o momento propício e aumentar a produção para este trimestre. Logo, é preciso estar atento ao cultivo de sementes de grandes culturas, observando o processo e a dinâmica do trabalho no campo.

Talvez este seja o momento ideal para que o empreendedor rural invista em recursos que possam otimizar a produção e garantir um resultado satisfatório. Adquirir maquinários, contratar mão de obra ou investir em insumos agrícolas pode ser decisivo para a melhorar ainda mais os resultados do agronegócio.

A China é o principal responsável pelo aumento das exportações de proteína animal do Brasil. A carne também bateu recorde de exportações, com US$1.60 bilhão, representando uma alta de 16,1% em relação a março passado.

O setor de criação animal para corte na China tem histórico de enfermidades nos anos recentes. A Peste Suína Africana e a gripe aviária de alta patogenicidade assolaram a produção de carne no gigante asiático. Esse foi o principal fator de expansão das exportações brasileiras de carnes. A informação é da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Por: iBahia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo