Entretenimento

Oscar 2021: ‘Nomadland’ é o grande vencedor, com prêmios de melhor filme, direção e atriz

“Nomadland” foi o grande vencedor do Oscar 2021, na noite deste domingo, 25, com três prêmios. O drama norte-americano, sobre nômades da terceira idade sem emprego ou aposentadoria, venceu o principal prêmio: Melhor filme. A 93ª cerimônia dos melhores do cinema ocorreu em dois lugares, em função da pandemia da Covid-19: no Dolby Theatre e no Union Station, em Los Angeles, na Califórnia.

Não para por aí. O filme também levou dois outros prêmios: Direção para Chloé Zhao e Atriz para Frances McDormand. Com a vitória, Zhao se tornou a segunda mulher a vencer na história da categoria. Antes dela, apenas Kathryn Bigelow havia ganhado, em 2010. Esta edição também foi a que mais premiou mulheres, com 17 vitórias.

Em noite dividida, seis filmes levaram duas estatuetas cada: “Meu pai”, “Mank”, “Soul”, “Judas e o Messias Negro”, “A voz suprema do blues” e “O som do silêncio”. A supresa foi a premiação de Anthony Hopkins, que superou o favoritismo de Chadwick Boseman, na categoria de Melhor Ator por seu trabalho em “Meu pai”.

Confira a lista completa abaixo:

Melhor Filme: “Nomadland”

Melhor Atriz: Frances McDormand – “Nomadland”

Melhor Ator: Anthony Hopkins – “Meu Pai”

Melhor Direção: Chlóe Zhao – “Nomadland”

Melhor Atriz Coadjuvante:  Youn Yuh-jung – “Minari”

Melhor Ator Coadjuvante: Daniel Kaluuya – “Judas e o Messias Negro”

Melhor Filme Internacional: “Druk – Mais Uma Rodada” (Dinamarca)

Melhor Roteiro Adaptado: “Meu Pai”

Melhor Roteiro Original: “Bela Vingança”

Melhor Figurino: “A Voz Suprema do Blues”

Melhor Trilha Sonora: “Soul”

Melhor Animação: “Soul”

Melhor Curta de Animação: “If Anything Happens I Love You”

Melhor Curta-Metragem em Live Action: ‘”Two Distant Dtrangers”

Melhor Documentário: “My octopus teacher”

Melhor Documentário de Curta-Metragem: “Collete”

Melhor Som: “O Som do Silêncio”

Canção Original: “Fight For You” – “Judas e o Messias Negro”

Maquiagem e Cabelo: “A Voz Suprema do Blues”

Efeitos Visuais: “Tenet”

Melhor Fotografia: “Mank”

Melhor Edição: “O Som do Silênco”

Melhor Design de Produção: “Mank”

 

Por: A TARDE

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo